Um blogue sobre turismo, o destino Porto e o terminal de cruzeiros de Leixões

....Um blogue sobre turismo, o destino Porto e o terminal de cruzeiros de Leixões.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Entrevista a Fernando Santos - Parte II

O "Porto Cruzeiros" entrevistou Fernando Santos, responsável pelo "infoCruzeiros" e o Autor/Produtor do programa "Cruzeiros" exibido na SIC Notícias e SIC Internacional.

De seguida apresentamos a segunda parte da entrevista:

Porto Cruzeiros - Qual a sua perspetiva sobre o posicionamento do Porto de Leixões no mercado da indústria de cruzeiros, tendo em conta a construção do seu novo terminal de cruzeiros?

Fernando Santos - O Porto de Leixões é a porta de entrada quase obrigatória para os navios que cruzam a Europa Atlântica de norte para sul e o seu inverso. Os posicionamentos de navios norte/sul podem parar em Leixões. A sua proximidade ao Porto (cidade), à região do Douro, às Quintas onde se produz o Vinho do Porto, a cidades fantásticas como Viana do Castelo, Braga, etc e suas culturas, são razões mais do que suficientes para que os armadores comecem a “parar” mais em Leixões. A gastronomia e a enologia, parecem-me que são vantagens que Leixões pode proporcionar a quem nos visita mais a norte. Tenho a esperança de que no futuro, muito breve, Leixões possa ter mais escalas, aliás 2011 é já um exemplo de crescimento de escalas e de turistas. Com a operacionalização do novo cais de cruzeiros, inaugurado este ano e para breve a construção da nova gare, um edifício elegante, funcional e multidisciplinar (no projeto), o norte do país venha a ter a importância que merece no âmbito dos cruzeiros. Mais uma vez refiro o papel importante que a direção e departamento de cruzeiros tem vindo a desenvolver mostrando as potencialidades do seu porto e da própria região. Contudo Leixões não deixa de ter como “sombra” Vigo e La Coruña. São 3 portos e cidades relativamente próximas e 3 portos concorrentes diretamente, sobretudo, porque para além das suas cidades (as de Espanha) têm ali ao lado Santiago de Compostela e o turismo religioso, que pode ser decisivo aquando da elaboração de itinerários e de excursões que trazem dinheiro ás companhias de cruzeiros e aos operadores em terra.

Sem comentários:

Enviar um comentário